(31) 3555-1188 ver.tarcisiocaixeta@cmbh.mg.gov.br

Lideranças comunitárias, poder público e iniciativa privada debateram impactos de obras na região nordeste

No dia 19 de setembro, lideranças comunitárias e moradores de diversos bairros da região nordeste de 24-09-2013_liderancasBelo Horizonte voltaram a se reunir com representantes do poder público e iniciativa privada para buscar esclarecimentos sobre os impactos de três grandes obras: a construção de um condomínio residencial, a nova rodoviária e a duplicação da BR 381 (sentido Vitória). A reunião havia sido agendada durante audiência pública realizada em junho, na Câmara Municipal, por iniciativa do vereador Tarcísio Caixeta (PT).

Segundo Camila Quintão de Freitas, arquiteta da Enccamp – responsável pela construção do condomínio Parque Real, no bairro Vista do Sol –, serão erguidas 2.450 unidades. O residencial “Hematita”, que deverá estar pronto em novembro, terá 410 apartamentos; “Granada”, cuja conclusão está prevista para janeiro de 2014, 440; e “Água Marinha”, previsto para o mês seguinte, outras 340 unidades. Estes 1.190 apartamentos serão habitados por famílias cadastradas no programa “Minha Casa Minha Vida”, do governo federal. As demais 560 unidades – divididas entre os residenciais “Ágata” e “Jade” – serão comercializadas pela construtora.

O objetivo da Enccamp é que, até 2016, todos os apartamentos estejam ocupados. A estimativa é que cerca de 10 mil pessoas passem a residir na região.

Preocupação

A diretora-presidente da Companhia Urbanizadora de Belo Horizonte (Urbel), Júnia Neves, informou que o condomínio contará com toda a infraestrutura necessária, como parque, academia a céu aberto e área verde, entre outros equipamentos urbanos.

Antônio Sávio Miranda, presidente da Associação Comunitária do Bairro Vista do Sol, manifestou preocupação, entretanto, com o fato de uma ligação entre o bairro e a área ocupada pelo residencial não estar prevista no projeto. “Nos preocupa a possibilidade de que os moradores do Vista do Sol fiquem apenas com os prejuízos e não se beneficiem destas melhorias que virão com o Parque Real”, afirmou.

A arquiteta, por sua vez, informou que a construção de um trevo de acesso a todos os bairros está prevista pelo Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (DNIT) no projeto de duplicação da BR 381 e que a obra deverá contemplar o empreendimento imobiliário.

Ainda assim, Caixeta se comprometeu a encaminhar a demanda à Prefeitura de Belo Horizonte. “A propósito, vamos solicitar à prefeitura que informe melhor as comunidades sempre que projetos de grande impacto como o Parque Real estiverem previstos”.

Demandas futuras

Outra inquietação levantada pelas lideranças comunitárias do entorno do empreendimento diz respeito ao atendimento nas áreas de saúde, educação e transporte após a chegada dos novos vizinhos.

A diretora-presidente da Urbel reconheceu que será necessário construir escolas infantil e fundamental e um posto de saúde para atender a região, mas afirmou que só será possível traçar com maior precisão um perfil das demandas futuras após o sorteio das famílias que serão contempladas pelo “Minha Casa Minha Vida”.

Ela adiantou que uma área de 10 mil metros quadrados já foi escolhida para abrigar um posto de saúde. E admitiu que a estrutura de transporte terá que ser revista. “Vai ser preciso melhorar as linhas existentes e ampliar o serviço”.

Ao final da reunião, Caixeta propôs ainda a criação de uma comissão constituída por representantes de cada uma das associações de bairros impactadas pelo empreendimento, que deverá acompanhar cada passo da construção.

Rodoviária e BR 381

A diretora-presidente da Urbel não soube detalhar os impactos da construção da rodoviária no bairro São Gabriel, “já que esta é uma obra que cabe à Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap)”. “O mesmo posso dizer da duplicação da BR 381, que não diz respeito diretamente à Urbel”, acrescentou.

No mesmo dia, Caixeta assumiu o compromisso de realizar uma audiência pública para tratar exclusivamente da nova rodoviária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *