(31) 3555-1188 ver.tarcisiocaixeta@cmbh.mg.gov.br

Crianças mais seguras: Sancionado o Projeto de Lei que proíbe o uso de andadores infantis em creches e escolas

29-07-2015_andadorFoi sancionado no dia 27 de julho, pelo prefeito Marcio Lacerda, o Projeto de Lei nº 1025/14, de autoria do vereador Tarcísio Caixeta. A partir de agora está valendo a proibição de andadores infantis em creches e escolas, públicas ou particulares, sediadas em Belo Horizonte. Para o cumprimento no disposto nesta lei, que tem o número 10.834, o Município deverá estabelecer, em decreto, regras para a sua fiscalização.

Ao iniciar o debate sobre a utilização dos andadores infantis, Tarcísio Caixeta considerou as informações apuradas pelo Departamento Científico da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). O Departamento explica que o andador é o mais popular entre os pais brasileiros sendo, contra as recomendações usuais dos pediatras, utilizado por cerca de 60 a 90% das crianças entre seis e quinze meses de idade e que “há pelo menos um caso de traumatismo para cada duas a três crianças que utilizam o andador e que em 1/3 desses casos as lesões são graves”.

Eles também afirmam que o exercício físico é muito prejudicado pelo uso do andador, pois, embora ele confira mais mobilidade e velocidade, a criança gasta menos energia com ele, utilizando menos o esforço dos próprios braços e pernas, atrapalhando o seu desenvolvimento.

Para a SBP, caso um adulto realmente não tenha condições de ficar o tempo todo ao lado de um bebê pequeno, é mais seguro colocá-lo num cercado com brinquedos do que num andador. Vários estudos já mostraram que cerca de 70% das crianças que sofreram traumatismos com andadores estavam sob a supervisão de um adulto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *