(31) 3555-1188 ver.tarcisiocaixeta@cmbh.mg.gov.br

Criação do Parque Natural de Fechos barra loteamento da área pretendido pela PBH

A criação do Parque Natural de Fechos, pelo prefeito de Nova Lima, Cássio Magnani Júnior, pode ser considerado o primeiro resultado da articulação feita por um grupo de vereadores de Belo Horizonte, que debateram em audiência realizada no dia 23 de março, com o prefeito de Nova Lima, a situação da reserva ecológica de Fechos. Segundo o vereador Tarcísio Caixeta, que representou a Câmara Municipal na solenidade que criou o Parque, a iniciativa evita venda de lotes pela Prefeitura de BH e mantém a área de preservação ambiental e os mananciais. Veja a seguir todas as informações sobre este ato.

Foto: Welington de Oliveira

Foto: Welington de Oliveira

Prefeito de Nova Lima cria Parque Natural dos Fechos e barra loteamento da área

(Fonte: Site da Prefeitura de Nova Lima)

Evitar problemas com racionamento de água, zoneamento urbano, rede esgoto, trânsito pesado e desequilíbrio do meio ambiente foram as razões que motivaram o Prefeito de Nova Lima, Cássio Magnani Júnior, a assinar, no dia 8 de abril, o Decreto que cria o Parque Natural Municipal dos Fechos.

A inciativa vai contra as aspirações do Prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, que tentou passar o projeto de venda dos 414 lotes na Câmara Municipal, que renderia mais de R$ 100 milhões aos cofres da PBH. O projeto foi barrado pelos vereadores que lutam pela preservação do meio ambiente.

A área que abrigará o parque é responsável pela produção de cerca de 500 metros cúbicos de água,por segundo, e abastece bairros da Zona Sul de Belo Horizonte e da Grande BH.

“Não poderíamos deixar de cumprir com essa obrigação de cuidar dos nossos recursos hídricos, ainda mais em uma época de crise e racionamento de água. A área está dentro do nosso município e de forma alguma poderíamos deixá-la ser utilizada para fins comerciais”, afirmou o Prefeito Cássio Magnani.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Nova Lima será responsável pela administração do parque. O secretário da pasta, Roberto Messias, destacou que os próximos passos, após o decreto, serão a criação do Plano de Manejo do Parque, no prazo curto de 18 meses, e a criação do Conselho Gestor do Mosaico. “Essa área será grande fonte de pesquisa por conta da sua rica flora e fauna”, salientou o secretário.

O evento contou com a presença dos vereadores de Belo Horizonte Gilson Reis, Adriano Ventura e Tarcísio Caixeta; do vice-presidente da Copasa Junior Miranda; do analista de relacionamento institucional da Vale Fernando Cláudio Jr; dos vereadores locais Ângela Lima, Silvânio Aguiar, Leci Campos e Fausto Niquini; e secretários municipais de Nova Lima; além de representantes de organizações não governamentais e de órgãos ligados à segurança pública.

Foto: Rodrigo Silva

Foto: Rodrigo Silva

Entenda o caso

A área foi doada pela Mineração Morro Velho ao município de Belo Horizonte, em 14 de agosto de 1958, e teria uma série de contrapartidas, entre elas a criação de um parque municipal com implantação e manutenção de uma estação de captação e tratamento de água do Bairro Jardim Canadá, infraestrutura de saneamento e a preservação da área.

Além do pacto não ser cumprido, foi firmado em 9 de outubro de 2009 um termo de cessão de uso da área durante 20 anos para Nova Lima. Contrariando o termo, o prefeito da capital mineira, Marcio Lacerda, pediu autorização aos vereadores, em setembro de 2014, para vender os lotes no local.

Foto: Rodrigo Silva

Foto: Rodrigo Silva

Parque Natural Municipal de Fechos

Com uma área de 196.075,70 m², o Parque Natural Municipal de Fechos tem forte potencial para as atividades de ecoturismo. Por meio do decreto, a Prefeitura de Nova Lima terá mais força para promover o turismo, além de investir em pesquisas e ações de conscientização ambiental e preservação da região para as gerações futuras.

O parque fica em uma região que faz limite com os condomínios Vale do Sol, Passárgada, Morro do Chapéu, com a BR-040 e o distrito de São Sebastião das Águas Claras. Além de abrigar mananciais, o local tem uma vegetação rica composta, principalmente, por espécies ameaçadas de samambaias e cactos e tem potencial para a condução de pesquisas científicas por sua fauna e flora. A região conta ainda com o Córrego dos Fechos, utilizado pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) para a captação que permite o abastecimento da Grande BH.

Conselho Gestor do Mosaico nas Unidades de Conservação

Com a criação do Parque Natural Municipal de Fechos, o Prefeito Cássio Magnani Júnior assinou o decreto para a instalação do Conselho Gestor do Mosaico nas Unidades de Conservação de Nova Lima.

Presidido pelo secretário de Meio Ambiente, Roberto Messias, o conselho terá caráter consultivo e será formado por seis membros representantes do poder público e da sociedade civil. O objetivo é contribuir com a implantação das unidades de conservação com foco na preservação do meio ambiente.

09 de Abril de 2015

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *