(31) 3555-1188 ver.tarcisiocaixeta@cmbh.mg.gov.br

Caixeta é anfitrião de novos formandos do Creci-MG

Em solenidade realizada no plenário da Câmara Municipal de Belo Horizonte, 210 novos profissionais

Caixeta destacou preocupação do Creci-MG com qualificação profissional

Caixeta destacou preocupação do Creci-MG com qualificação profissional

foram diplomados pelo Conselho Regional de Corretores Imobiliários de Minas Gerais (Creci-MG), na noite do dia 2 de abril. Eles concluíram o curso “Técnico em Transações Imobiliárias”, ministrado por instituições credenciadas junto ao Conselho. De posse do diploma, o corretor se torna habilitado a dar entrada no pedido de registro profissional e a trabalhar na área.

Autor do requerimento que possibilitou que a solenidade fosse realizada no plenário da Câmara, o vereador Tarcísio Caixeta (PT) saudou os formandos e observou que o fato de o Brasil ter se tornado, nos últimos dez anos, um dos mais importantes mercados consumidores do planeta fez aumentar a responsabilidade dos corretores imobiliários, dos quais são exigidas, a cada dia, maior competência e agilidade, sobretudo em uma cidade como Belo Horizonte, que tem no setor de serviços sua maior vocação. “Nesse sentido quero aqui louvar a preocupação do Creci-MG com a qualificação dos profissionais que atuam nesta atividade”, acrescentou.

Garantia

Após destacar dois projetos aprovados por Caixeta que beneficiaram diretamente o mercado imobiliário da capital – o que reduziu de 5% para 2% a alíquota do Imposto sobre Serviços (ISS) cobrado do setor e o que prevê a disponibilização da guia do Imposto sobre Transações de Bens Imóveis (ITBI) na internet –, o presidente do Creci-MG, Paulo José Vieira Tavares lembrou que apenas os corretores registrados podem orientar de forma adequada seus clientes no momento da transação imobiliária. “A presença de um corretor registrado é a maior garantia que o comprador tem para fechar um negócio com segurança”, disse.

Ele lembrou ainda que a aprovação do novo Código Civil, em 2001, impôs uma série de responsabilidades aos profissionais do setor e, por isso, é importante que o profissional se especialize. “O interesse de investidores europeus no mercado imobiliário mineiro, por sua vez, constitui mais uma razão para que os corretores imobiliários se qualifiquem. Atualmente, além do conhecimento de informática, já começa a ser exigido do corretor imobiliário o domínio de pelo menos um idioma estrangeiro”, acrescenta.

Dados do Creci-MG apontam que Minas Gerais conta atualmente com 25 mil corretores – são ao todo 270 mil no país. Deste total, 40% são mulheres

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *